This site is also available in English
innovation

Ideação e desenvolvimento de conceitos

No processo Ideação e Desenvolvimento de Conceitos, os grupos trabalham de forma criativa e colaborativa para gerar ideias criativas. É uma abordagem que pode ser adaptada e personalizada para diferentes cenários. Inclui princípios básicos para a geração de ideias e vários passos para os grupos trabalharem, inclusive passos de seleção e desenvolvimento de ideias.

Aprenda a aplicar esta ferramenta:

Master Class Digital Acceleration
  1. Passos 1:

    Divida os participantes em grupos de cerca de 4 a 6 pessoas. Introduza o objetivo da atividade de ideação, que dependerá do seu contexto particular. Poderia ser simplesmente uma sessão para experimentar e praticar métodos de ideação, ou poderia ser um workshop mais orientado aos resultados, em que o resultado desejado é uma nova ideia tangível. De qualquer forma: comece com uma introdução, definindo o contexto.

    O Modelo Double Diamond

    Notas do Facilitador

    Embora a descrição a seguir seja de uma única sessão intensiva, os passos do workshop podem ser facilmente estendidos e realizados ao longo de um dia ou mais. Se o objetivo for apresentar rapidamente aos participantes o desenvolvimento de ideias e conceitos, organize-o em uma única sessão. Se o objetivo for realmente desenvolver um novo conceito com a equipe, passe mais tempo em cada passo.

  2. Passos 2:

    Introduza os princípios de Ideação: Comece com uma breve introdução dos princípios da ideação efetiva. São diretrizes simples para estimular a criatividade, o pensamento divergente e as ideias na fase inicial da ideação.

    Sim, e… Parta das ideias dos demais dizendo sim! e adicionando suas próprias ideias. Ouça ativamente as oportunidades que surgem de elaboração.

    Mais é mais Na primeira etapa, o objetivo é quantidade. Concentre-se em ter o maior número de ideias possível em vez de tentar apresentar ideias realmente "boas". Ponha tudo na mesa.

    Adiar julgamentos Suspenda seu crítico interior e resista ao impulso de avaliar as ideias à medida que fluem. Por ora vale tudo e o momento de julgamentos vem depois.

    Equipe é tudo Faça pleno uso de todos os cérebros disponíveis, garantindo a inclusão de todos os membros da equipe. Crie espaço para que todos possam contribuir com suas ideias.

  3. Passos 3:

    A pergunta fundamental: Em seguida, introduza a pergunta que será o ponto de partida para as ideias da equipe. Em algumas configurações, o grupo pode apresentar suas próprias perguntas. Em outras configurações, pode haver uma pergunta fundamental para a equipe responder. "A pergunta fundamental" deve ser uma abordagem aberta, clara e atraente que busque solução para um problema ou necessidade convincente.

  4. Passos 4:

    Ferramentas de ideação: Uma vez esclarecida(s) a(s) pergunta(s), o grupo começa a gerar ideias. Introduza um ou vários métodos de ideação para esta etapa.

    Associação: Usando palavras ou imagens aleatórias, idear em grupo, usando associação. Selecione uma palavra ou imagem aleatória e pense em ideias por dois minutos com base nelas. Em seguida, escolha outra e faça o mesmo.

    Brainstorming Negativo: Inverta a pergunta fundamental a uma ideia oposta e gere ideias com base nisso. Por exemplo, como a Hyper Island pode criar a pior caixa de ferramentas do mundo? Depois de fazer um brainstorming das ideias negativas, explore o que acontece quando são invertidas.

    Como o Google faria isso? Explore a pergunta como se você fosse uma empresa do tipo Google, Nike, um projeto Kickstarter, as Nações Unidas, um governo local, Ikea, etc.

    Perspectiva do usuário: Explore a questão a partir da perspectiva de usuários específicos. Como seria para um garoto de 15 anos? Para a sua avó? Etc.

    Misture: Use a "abordagem mash-up", fazendo um brainstorming de um conjunto de tecnologias e um conjunto de coisas relacionadas à sua pergunta fundamental. Em seguida, combine elementos diferentes e veja o que acontece.

  5. Passos 5:

    Gerar ideias! Dê às equipes um tempo definido para idear, usando uma ou mais das ferramentas introduzidas. Deve haver tempo suficiente para criar um fluxo, mas suficientemente curto para que os grupos sintam alguma pressão.

  6. Passos 6:

    Agrupar e restringir: Após a fase de ideação, os grupos se agrupam e organizam suas ideias. Isso envolve o agrupamento de assuntos comuns e ideias semelhantes. Devem também remover duplicatas e dar a cada agrupamento um título.

  7. Passos 7:

    Seleção: Uma vez agrupadas e organizadas as ideias, peça aos participantes que selecionem uma ou várias delas para continuar. Apresente um conjunto de critérios de seleção ou peça para equipe criar seus próprios critérios. Por exemplo: as ideias devem ser selecionadas com base nos três critérios de relevância, viabilidade e interesse.

    Com o conjunto de critérios, use o Dotmocracy para fazer uma seleção rápida. Cada participante recebe um dado número de bolinhas que deve usar para votar nas ideias. As ideias com mais bolinhas do grupo serão as ganhadoras.

  8. Passos 8:

    Desenvolva sua ideia! O último passo é elaborar a ideia mais promissora identificada no passo acima. Aqui, os participantes desenvolvem as ideias, explorando os detalhes do conceito, funcionalidade, viabilidade, modelo de negócios, etc. Isso pode ser feito na mesma sessão ou numa sessão extra mais longa.